Índio, Pavão e o troféu.

Essa foto foi tirada há cerca de um mês em uma partida festiva no estádio do Parque do Ibirapuera.

Poucos de meus seguidores saberão quem são esses dois ao meu lado. Pois eu digo. O de verde é Índio, e o de vermelho é Pavão. Ambos foram laterais-direitos que se destacaram no futebol brasileiro no início da década de 90. Índio foi jogador de Santos, Palmeiras, Flamengo, Goiás e Atlético Mineiro. Pavão teve um bom início no São Paulo e depois passou por times de menor expressão.

Vavo indio pavao

E o que tem de especial essa foto?

Há alguns anos eu comprei uma revista Placar que contava uma pequena história sobre esses dois jogadores. Índio e Pavão disputaram de forma acirrada um dos prêmios mais importantes do futebol brasileiro, a Bola de Prata, no ano de 1994. Índio possuía a melhor média na lateral-direita até boa parte do campeonato, quando o jovem Pavão estreou pelo São Paulo e, na reta final, apenas com o número mínimo de partidas exigidas, acabou derrotando Índio.

Segundo a Placar, Índio “cobrava” de Pavão o troféu de melhor lateral-direito, alegando que este havia disputado poucas partidas. Após uma consulta ao Google Books, descobri qual edição da Placar era essa. E por uma incrível coincidência, era a única revista Placar que tinha no meu armário da sala!

Placar indio pavao

– Fui roubado na Bola de Prata! Fiz um baita campeonato. Joguei quase todos os jogos. Esse aí jogou seis partidas e ganhou. Injustiça!

– Calma, já te falei que vou te dar o troféu de presente. 

Voltando ao dia do jogo lá no Ibirapuera. Quando vi que os dois estariam na partida, pensei no inevitável: tirar a história a limpo. No intervalo do jogo encostei no Pavão, que era do meu time, e perguntei se o diálogo publicado na revista era verdadeiro. Ele começou a rir e falou que sim. Disse inclusive que o Índio foi até a sua casa e pegou o troféu! Em seguida, fomos até o Índio para fazer a mesma pergunta.

“Pô, eu joguei o campeonato inteiro. Aí o cara chega no final do campeonato, joga meia dúzia de partidas, e leva o meu troféu. É injusto. Fui lá na casa dele e peguei pra mim.”

História verificada. É tudo verdade. Chamei o fotógrafo e pedi para ele tirar essa foto. Ainda falei para os dois que iria escrever um post no meu blog contando tudo isso. Taí.

Em tempo: o jogo acabou 6 a 0 para nós, os Araras.

Para ler mais sobre os dois no blog Que Fim Levou? do Mílton Neves, cliquem AQUI (Índio) e AQUI (Pavão).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s