GPS + CÉREBRO

Costumo dizer que a melhor compra que eu fiz nos últimos vários anos foi o GPS. Em Porto Alegre era fácil dirigir. Vinte e três anos morando na mesma cidade te ensinam os caminhos para qualquer lugar. Depois que eu me mudei para São Paulo, em 2006, tive que começar a conhecer uma cidade DO ZERO. E uma cidade com o quádruplo do tamanho.

Quatro anos depois, conheço as principais ruas da cidade e me dou muito bem com o trânsito. E não só dirigindo. Consigo ir de metrô e ônibus para muitos lugares. O grande problema é: te dão um determinado endereço. Rua X, número Y, FREGUESIA DO Ó. Eu até sei para que lado a Freguesia do Ó fica e qual ponte eu devo pegar na Marginal Tietê. Mas é isso e deu.

Aí que entra o GPS. Nas voltinhas finais, nas ruas secundárias do bairro, ele quebra um galho MUITO GRANDE. Muito mais fácil do que olhar no Google Maps, anotar tudo num papel e depois se perder do mesmo jeito (essa era minha tática até uns dois anos atrás).

Só que um GPS sozinho não te leva a lugar nenhum. É necessário usar o CÉREBRO também. Quando eu comprei o GPS, achava que a combinação era 90% GPS e 10% CÉREBRO. Por mais que tu te perdesse, o GPS iria consertar tudo. Com o tempo, vi que não é bem assim. Minha porcentagem mudou para 60% CÉREBRO e 40% GPS. Porque, por muitas vezes, ele pode ser muito sacana.

Te põe na contramão, manda virar em ruas inexistentes. A minha casa é de um lado da Pompeia, mas o GPS (e o Google Maps também) diz que é do outro! A numeração da rua estar errada é inadmissível.

Voltando ao uso do cérebro. Vejam ESTA reportagem.

A mulher andou a pé numa estrada sem acostamento e agora quer processar o Google?

CÉREBRO, minha amiga. Era naquela hora que ele deveria entrar em ação. E te dizer: “NÃO SE ANDA A PÉ NUMA ESTRADA, PRINCIPALMENTE SE ELA NÃO TIVER ACOSTAMENTO.”

O pior é que os americanos são os reis de dar ganho de causa a pessoas imbecis como essa mulher. O médico diz que eu preciso comer mais carne. Eu compro carne estragada, como e fico doente. Solução: PROCESSAR O MÉDICO. Daqui a pouco vai ser assim.

Anúncios

10 Responses to GPS + CÉREBRO

  1. Beatriz Curci disse:

    que burra! dá zero pra ela.

  2. Na disse:

    HSUAHSAUSHAUA muito bom vavo *_*

  3. dá zero pra ela[2′
    Ás vezes as pessoas esquecem que possuem cerebro, sempre achão que uma máquina é mais certa que ele, nisso que dá ficar duvidando no nosso cerebro.

    / as melhores reportagens são as tuas, ídolo <3

  4. ah, só pra constar eu li o teu twitter e tu tava falando dos coraçaozinhos dos TT’s.
    I♥Vavofresno esse tu gosta?
    sei que não tem nada haver com a tua matéria, mais eu me lembrei e deu vontade de escrever.
    ps;não precisa aceitar esse comentário, ou sei lá como eles vão parar na tua página.

  5. Pri disse:

    Coitada de pessoas como eu que ainda usam google maps.
    5% Google
    45% cerebro (leia-se senso de direção)
    50% ajuda de estranhos

    Encontrei alguém para processar em relação a isso.

    =)

  6. @daniellypassos disse:

    quanto mais a tecnologia facilita as coisas mais as pessoas se acomodam e esquecem que pensar, acima de tudo, é insdispensável!

    e o Google Maps tira bonito da cara das pessoas. sacanagem!

    teu blog é cultura, gustavo mantovani! cultura!

  7. AEAHEUAEUH. mto bom *-*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s