PERDI

Nada deixa o ser humano mais cabisbaixo do que perder algo material e saber que a culpa é toda sua. Lembro de algumas perdas marcantes do meu passado recente.

Há uns três  anos, esqueci um calção no vestiário de uma quadra de futebol. Era um calção azul da Nike. Eu o usava para jogar futebol, mas ele era um calção feito originalmente para se jogar TÊNIS. A grande vantagem era que ele tinha bolsos. Mesmo tendo perdido-o, o custo-benefício foi altíssimo. Eu havia pagado R$ 6 num brechó na Alfonso Bovero.

O calção não era EXATAMENTE esse da foto acima (encontrada no Google), mas era bem parecido.

No ano de 2008, nessa mesma quadra citada acima, mas em outra oportunidade, esqueci minhas chuteiras dentro do mesmo vestiário. Era uma chuteira Kappa branca com detalhes em vermelho que eu tinha comprado em 2001. Ela estava em perfeitas condições, mesmo com seis anos de uso. Lembro de ligar para a quadra e fazer um CORRE para tê-la de volta, mas ela nunca apareceu.

Eu só descobri que estava sem a chuteira um dia antes do Rock Gol de 2008. Às pressas, comprei um par novo. A foto acima é da edição de 2007.

Mas hoje, ah, agora sim. Consegui bater o RECORDE. Estava ESTREIANDO o casaco novo. Era o primeiro dia de uso de um belo casaco Nike vermelho. Curiosamente, a única foto que tirei com ele foi ao lado do Romário no aeroporto.


No trajeto Projac > Galeão, tirei o casaco dentro da van pois estava com calor. No meio de instrumentos, mochilas e o escambau, provavelmente deixei-o cair debaixo do banco. Já peguei o voo sem ele. A Carol falou com o motorista da van, mas ele estava dirigindo e não pôde procurar direito. Contudo, ainda espero revê-lo. O casaco, não o motorista. O nome dele é Pavarotti. Do motorista, não do casaco. Eu não dou nome aos meus casacos.

Anúncios

8 Responses to PERDI

  1. Gysa disse:

    Seja mais atencioso.! rs

  2. Barbara disse:

    bom, eu ultimamente estou muito triste comigo mesma.
    Perdi dois óculos de sol da oakley, um itouch fora outras coisas de menor valor material e sentimental. E nos três casos eu simplesmente NÃO SEI O QUE ACONTECEU! Isso é o que mais me frusta, estar com o objeto e segundos depois não ter a menor noção do paradeiro e nunca mais ver.
    Frustante é a palavra!

  3. róli disse:

    comece a etiquetar as coisas!

  4. @suzanerodrigues disse:

    Só não vá esquecer outras coisas mais importantes eeein?! rs

  5. Paulo do Valle disse:

    HAHAHHA, seus textos são sérios e ao mesmo tempo muito engraçados! Muito bom, mano!

  6. Muito bacana! O trocadilho no final é genial! Aliás, eu nem teria coragem de fazer uma piada depois de perder um agasalho desses. Isso que é enfrentar os problemas da vida com humor (ou com uma carteira cheia!)
    Heh, brincadeira :)

    Parabéns pelo blog, cara. Eu o vi nos “blogs ascendentes do WordPress” mas achei engraçado que, além disso, entrei aqui pela primeira vez ontem, quando o @ronnieromanini o recomendou no Twitter!

    Se não for pedir demais, dá uma passada no meu :) Comecei ontem, apesar de ter segurado a vontade por longos anos. http://www.obalcao.wordpress.com

    Valeu!

  7. Marilia disse:

    Me diga, qual a probabilidade disso td acontecer??? hahahahaha Não podia perder a “piada podre” bjs

  8. bmassolino disse:

    “Contudo, ainda espero revê-lo. O casaco, não o motorista. O nome dele é Pavarotti. Do motorista, não do casaco. Eu não dou nome aos meus casacos.”
    ahuahahauahuahuahauha, muito bom..
    espero que encontre o casaco (yn)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s