BRASIL 6-1 CHILE

Reitero que não assisti Brasil e Chile ao vivo pois estava a trabalho no exato momento. Então baixei o jogo na internet e o vi no aeroporto enquanto esperava meu vôo às 4h30 da manhã.

Taticamente, o Dunga aplicou um esquema meio Copa-de-94, com um losango no meio-de-campo ao invés do tradicional 4-2-2-2. A questão é que Mineiro e, menos ainda, Josué, uma dupla de primeiros-volantes, não podem ser os lados do losango. Em 5 segundos, já pensei em dois jogadores melhores que o Josué para fazer essa função pela esquerda: o mala do Ricardinho e o Edu (do Valencia). Se ele for REALMENTE continuar utilizando esse esquema, é bom começar a chamar jogadores ADEQUADOS à proposta. No mais, 6 a 1 e um jogo tranqüilo.

Doni – Fez uma dupla de boas defesas, mas tomou um gol arco-íris ao dar uma banda pela área. Além disso, fez a pior reposição de bola do ano no primeiro tempo, ao entregar nos pés do chileno. Nota: 5.

Maicon – Razoável no apoio, péssimo na marcação. A Avenida Maicon chegou a engarrafar de tanta gente que passou por ali. Ajudou no primeiro gol, desviando de cabeça. Nota: 5.

Alex – Bom no combate direto, situação pela qual passou várias vezes. Nota: 6.

Juan – Impecável. Ótimo na cobertura, não perdeu nem dividida. E ainda marcou um gol. Nota: 9.

Gilberto – Contradizendo seu histórico, estava bem na marcação e mal no apoio. Mesmo assim, ainda cruzou para os dois primeiros gols do segundo tempo. Nota: 6.

Gilberto Silva – Cobriu mal o lado direito, principalmente, enquanto o Mineiro brincava de ponta-direita. E ainda tomou um cartão amarelo bobo quando o jogo já estava 4 a 0. Nota: 5.

Mineiro – E eu que achava que seus feitos ofensivos se resumiam ao gol contra o Liverpool em 2005. Mostrou algumas qualidades e quase marcou duas vezes. Contudo, por vezes, deixou espaços para o ataque inimigo. Nota: 7.

Josué – Não é o meia-esquerda dos sonhos, mas manteve a regularidade necessária. Errou alguns passes fáceis. Fez um gol de oportunismo. É igual ao Zezé di Camargo. Nota: 6.

Júlio Baptista – Não participou muito do jogo, assim como todos os meias até agora. Mesmo assim, foi o menos pior até agora. E deu-lhe uma senhora patada de esquerda! Nota: 6.

Robinho – Já que os outros fizeram o seu trabalho direito, não precisou se esforçar tanto. Ainda assim, foi muito melhor que a média e fez dois gols. Nota: 8.

Vágner Love – Muita participação. Mas, claramente, falta qualidade. Nota: 6.

Afonso – Ajudou no quinto gol, mas poderia ter feito mais para um centroavante que entrou em um jogo fácil que já estava 4 a 0. Nota: 5.

Elano – Deu uma leve melhorada no setor direito. Boa tabela no sexto gol. Nota: 6.

Naldo – A zaga começou a bater cabeça depois da sua entrada. Nota: 5.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s