CONVERSA DE ÔNIBUS

T8. Dois sujeitos atrás de mim.

“…e eu fui criando-o desde criança até a adolescência.”
“E daonde tu tirou dinheiro para criar ele?”
“Eu não estava sozinho… Tinha toda minha família por trás, eles me ajudaram.”
“E aí, o que aconteceu?”
“Cansei e acabei matando-o.”
“Como?”
“Esperei o pai chegar com o carro. Quando ele ia estacionar, coloquei-o na frente. Morreu atropelado.”
“Hehe, bem criativo…”

Olho para as suas pastas: COMPUTAÇÃO – UFRGS.
Estavam falando de Sim City, ou algo do gênero. Patético, patético…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s