CUECAS

Hoje eu aprendi a dar valor às minhas cuecas. Sim, porque agora eu tava indo tomar banho, peguei minha toalha, minha bermuda e, ao abrir a gaveta, constatei uma AUSÊNCIA DE CUECAS. Aí eu pensei “não dá nada, não preciso de cuecas”. Que incomodação do caralho. Primeiro, preciso me secar todo antes de me vestir porque, tipo, a cueca costuma absorver muita da água do meu corpo (eu não gosto de me secar por muito tempo porque dentro do banheiro é quente, aí enquanto eu vou me secando eu vou suando ao mesmo tempo). Como usualmente eu não seco o cabelo, o normal é a água ir descendo pela barriga e pelas costas e estancando na cueca. Assim como toda água da cintura pra cima. Sem a cueca, a água desce, passa pela bermuda, que não tem elástico, e vai pras pernas – não que me irrite ter as pernas molhadas, apenas é diferente. Segundo, eu não consigo me sentir confortável com esse excesso de liberdade. Esse mexe pra cá mexe pra lá não me agrada. É preciso ter limites. Terceiro, esse contato direto corpo-bermuda faz com que eu tenha que lavá-la depois de usar, pelo mesmo motivo que se lava uma cueca depois que se usa.
Dadas as circunstâncias, foda-se tudo. Tirei a bermuda e estou teclando pelado. E essa cadeira de plástico é gelada.

Anúncios

3 Responses to CUECAS

  1. Mônica disse:

    Não acredito que li isso, hiaushdsauihd

  2. yoyoyoy disse:

    nessa época seus posts eram melhores…

    Agora…

  3. oeiaeoipea disse:

    sensacional, hahahah

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s