Que Ice Bucket Challenge o quê…

26/08/2014

Quem assistiu ao “A Pé” de Austin até o fim, viu a cena da foto. Mergulhar naquela água absurdamente gelada enquanto estava uns 10ºC na rua e um vento desgraçado como eu nunca vi +MUITO MAIOR QUE+ qualquer Ice Bucket Challenge. Ainda não entendo como não fiquei resfriado.

Austin Barton Springs Pool

Quem não viu, o momento foi exatamente esse:

http://youtu.be/w1N5sI7Dsqw?t=19m – ao som de FASTBALL.

Foto em Barton Springs Pool.


Prometa não chorar / E não se arrepender!

21/08/2014

Lembro que na minha fase adolescente eu anotava todos os Top 20 Brasil da MTV. Devo ter (quase) todas as paradas entre 1997 e 1999, por aí. Isso está em alguma pasta lá em Porto Alegre.

Esses dias, fuçando pela internet, já quase na DEEP WEB, achei um site com todos os Top 20 Brasil e Disk MTV de 2005 e 2006. Lá, achei a primeira vez que a Fresno entrou na parada semanal, dia 22/07/2006.

O dia da nossa estreia no Disk MTV, a parada diária, está na minha memória até hoje. Alguém nos avisou com algumas horas de antecedência (se não me engano, foi o Fabrizio) que iríamos estrear. O Lucas e eu estávamos na antiga produtora lá na rua Turiassú (ou Turiaçú) e vimos o debut ao vivo. Existe um vídeo disso, e eu juro que vou procurá-lo nos meus CDs de backup e subir no YouTube.

Ê, saudades.

Os 20 melhores do Top 20 Brasil da MTV dia 22/07/2006:

01. My Chemical Romance – The Ghost Of You (6 semanas/+1)
02. Simple Plan – Jump (Live) (6 semanas/-1)
03. Christina Aguilera – Ain’t No Other Man (4 semanas/+6)
04. Pitty – Déjà Vu (7 semanas/-1)
05. Eminem – Shake That (5 semanas/-1)
06. Dead Fish – Obrigação (5 semanas/+1)
07. Kelly Clarkson – Breakaway (Live) (2 semanas/+10)
08. Fort Minor – Where’d You Go (3 semanas/+6)
09. Hateen – Quem Já Perdeu Um Sonho Aqui? (4 semanas/+2)
10. CPM 22 – Apostas e Certezas (9 semanas/-5)
11. The Pussycat Dolls – Stickwitu (3 semanas/+4)
12. Red Hot Chili Peppers – Tell Me Baby (2 semanas/+7)
13. The Rasmus – Shot (10 semanas/-7)
14. The Black Eyed Peas – Pump It (12 semanas/-4)
15. t.A.T.u. – Gomenasai (9 semanas/-3)
16. Fresno – Quebre As Correntes (1 semana/debut)
17. Mariah Carey – Say Somethin’ (10 semanas/-9)
18. Panic! At The Disco – I Write Sins Not Tragedies (1 semana/debut)
19. Green Day – St. Jimmy (13 semanas/-3)
20. Forfun – Hidropônica (7 semanas/-7)


MTV EMA 2013: Amsterdã, fotos.

12/05/2014

Galeria de fotos da nossa viagem para Amsterdã para participar do MTV Europe Music Awards de 2013, onde concorremos (e perdemos para uma chinesa) na categoria Worldwide Act.

Para entender melhor o contexto de algumas fotos, assistam aos episódios do Fresno Lá Fora que lançamos mostrando toda a viagem. Ah, as primeiras 25 fotos são em Zurique, onde fizemos conexão no voo de ida, e as últimas 15 em Munique, onde fizemos conexão no voo de volta.


Sobre o caso Tinga.

16/02/2014

Eu não tinha comentado esse assunto do racismo e do Tinga, mas acho que vale citar uma experiência que eu passei.

Em 2012, eu fui passar um fim de semana sozinho em Lima (Peru). No domingo, eu queria assistir a um jogo do Campeonato Peruano. Por curiosidade mesmo, para ver como era a qualidade do jogo, o estádio, a torcida, etc.

Fui a Sport Boys x León de Huánuco, num pequeno estádio dentro de um parque esportivo no município vizinho de Callao, com capacidade para pouco mais de 10.000 pessoas.

O juiz apitou, o chute inicial foi dado, e segundos depois rolaram a bola para um dos zagueiros do León de Huánuco, o time visitante. O estádio inteiro começou a fazer um barulho estranho. O zagueiro passava a bola para outro jogador, o barulho parava. A bola voltava para o zagueiro, barulho de novo.

O León de Huánuco tinha um zagueiro negro, alto e forte, com o biotipo similar ao do Rodrigo Moledo (ex-Inter), ou ao do Júnior Baiano, pra quem é das antigas. 

Eu, na minha ingenuidade, ainda demorei uns minutos para entender o que estava acontecendo. Era o som de macaco, o mesmo que os torcedores também peruanos proferiram contra o Tinga essa semana. 

Eu fiquei incrédulo. Porque, embora eu saiba que isso também acontece no Brasil em algumas ocasiões, nos 500 jogos que já fui no estádio na minha vida, nunca tinha visto algo parecido. Aí eu, O CARA MAIS BRANCO DO ESTÁDIO, diga-se de passagem, era provavelmente o único que ficava quieto quando o zagueiro negro tocava na bola.

Fiquei torcendo o jogo inteiro pro time adversário e para o zagueiro marcar um gol e calar a boca de todo mundo. Mas nem isso faria sentido, pois com a cultura preconceituosa já adquirida pelos torcedores peruanos (taí o jogo do Cruzeiro para provar), a torcida do time do zagueiro negro, em seu estádio, também faria o mesmo com um jogador negro de outro time.

Vale a pena ver essa matéria do Régis Rösing com o Tinga que foi ao ar hoje de manhã no Esporte Espetacular.

 


A Pé – Santiago, Chile.

11/02/2014

Lançado o terceiro episódio do A Pé em Santiago, Chile. Dessa vez sem nem o Luringa para filmar, ou seja, 100% feito por mim. Perdoem-me se alguma das imagens está um pouco fora de foco.

Não fiquem no aguardo do álbum de fotos da viagem. As “fotos” de Santiago são SNAPSHOTS dos vídeos feitos durante a viagem, pois foi tudo tão corrido que eu não tinha tempo de ficar tirando fotos. Foram apenas 12 fotos na viagem inteira. Quatro delas estão intrusas aqui.


Prévia.

21/11/2013

Fiquei dois meses sem escrever nem postar nada por aqui. Um turbilhão de acontecimentos nas últimas semanas talvez justifiquem minha ausência, sendo o ápice deste a nossa viagem para Amsterdão após sermos indicados em uma categoria mundial no MTV Europe Music Awards.

Com calma, em algum momento desse mês, ou do próximo, publicarei um álbum com todas as fotos da viagem europeia. Por enquanto, só uma prévia.

Residenz Munchen arvores edit1200 Residenz Munchen edit1200 Zurique Predio edit1200

UPDATE:

Corrigindo: são TRÊS meses sem postar nada.


Índio, Pavão e o troféu.

22/08/2013

Essa foto foi tirada há cerca de um mês em uma partida festiva no estádio do Parque do Ibirapuera.

Poucos de meus seguidores saberão quem são esses dois ao meu lado. Pois eu digo. O de verde é Índio, e o de vermelho é Pavão. Ambos foram laterais-direitos que se destacaram no futebol brasileiro no início da década de 90. Índio foi jogador de Santos, Palmeiras, Flamengo, Goiás e Atlético Mineiro. Pavão teve um bom início no São Paulo e depois passou por times de menor expressão.

Vavo indio pavao

E o que tem de especial essa foto?

Há alguns anos eu comprei uma revista Placar que contava uma pequena história sobre esses dois jogadores. Índio e Pavão disputaram de forma acirrada um dos prêmios mais importantes do futebol brasileiro, a Bola de Prata, no ano de 1994. Índio possuía a melhor média na lateral-direita até boa parte do campeonato, quando o jovem Pavão estreou pelo São Paulo e, na reta final, apenas com o número mínimo de partidas exigidas, acabou derrotando Índio.

Segundo a Placar, Índio “cobrava” de Pavão o troféu de melhor lateral-direito, alegando que este havia disputado poucas partidas. Após uma consulta ao Google Books, descobri qual edição da Placar era essa. E por uma incrível coincidência, era a única revista Placar que tinha no meu armário da sala!

Placar indio pavao

- Fui roubado na Bola de Prata! Fiz um baita campeonato. Joguei quase todos os jogos. Esse aí jogou seis partidas e ganhou. Injustiça!

- Calma, já te falei que vou te dar o troféu de presente. 

Voltando ao dia do jogo lá no Ibirapuera. Quando vi que os dois estariam na partida, pensei no inevitável: tirar a história a limpo. No intervalo do jogo encostei no Pavão, que era do meu time, e perguntei se o diálogo publicado na revista era verdadeiro. Ele começou a rir e falou que sim. Disse inclusive que o Índio foi até a sua casa e pegou o troféu! Em seguida, fomos até o Índio para fazer a mesma pergunta.

“Pô, eu joguei o campeonato inteiro. Aí o cara chega no final do campeonato, joga meia dúzia de partidas, e leva o meu troféu. É injusto. Fui lá na casa dele e peguei pra mim.”

História verificada. É tudo verdade. Chamei o fotógrafo e pedi para ele tirar essa foto. Ainda falei para os dois que iria escrever um post no meu blog contando tudo isso. Taí.

Em tempo: o jogo acabou 6 a 0 para nós, os Araras.

Para ler mais sobre os dois no blog Que Fim Levou? do Mílton Neves, cliquem AQUI (Índio) e AQUI (Pavão).


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 89.240 outros seguidores